Escolha uma Página
É possível ter sucesso na carreira desde o início? A história da minha carreira

É possível ter sucesso na carreira desde o início? A história da minha carreira

É possível ter sucesso na sua carreira desde o início? A história da minha carreira.

O Autor do livro Administração de Carreiras, Dutra (1996), divide a carreira em dois modelos, sendo o tradicional e moderno. O modelo tradicional é caracterizado pela estabilidade e por um crescimento linear e vertical, onde o profissional vai alcançar cargos maiores ao longo de sua trajetória profissional. Esse conceito permaneceu até 1970, já no modelo moderno é caracterizado pela instabilidade e crescimento descontínuo, não obedece uma ordem estática e pré-determinada, esse modelo faz cada vez mais parte dos dias atuais.

Falar de sucesso na carreira há algumas décadas atrás era assunto apenas para pessoas que já haviam trilhado muitos anos em sua carreira, e já haviam conquistado um espaço de liderança em um cargo de alto nível na empresa, e normalmente eram pessoas acima de 40 anos.

No modelo moderno seu crescimento profissional não se dá apenas por alcançar um alto cargo de liderança dentro de uma empresa, até porque nem todas as pessoas têm perfil ou interesse para ocupar cargos de liderança. Hoje o  crescimento está muito mais ligados à satisfação e objetivos que a pessoa define para sua trajetória profissional. Eu diria que hoje, cada pessoa é responsável por fazer sua própria carreira de sucesso, onde tudo vai depender de onde quer chegar.

Hoje quero contar um pouco da minha trajetória profissional.

Como construí a minha carreira de sucesso

Vim de uma família muito simples, durante toda infância morávamos atrás da casa dos meus avós no mesmo terreno, em uma casa de madeira bem simples.

Desde os 8 anos eu comecei a pensar com o que eu iria trabalhar, o que eu iria ser quando crescer, eram inúmeras as ideias,  dentre elas queria ser bailarina, modelo, arquiteta, secretária, professora, e muitas outras, assim como qualquer criança devaneia em suas ideias e sonhos mais inocentesComo a nossa situação financeira era bem escassa desde cedo eu pensava como poderia fazer para ganhar dinheiro, além das moedinhas que ganhava do meu avô. 

Aos 11 anos fiquei muito curiosa quando vi uma vizinha com umas revistinhas vendendo produtos para minhas tias, achei aquilo interessante, e gostei de alguns produtos que tinham na revistinha dela,  mas como eu não tinha dinheiro para comprar perguntei para ela se poderia ajudar a vender, e poder comprar as coisas dela também, ela aceitou me deu uma revistinha e eu comecei a vender também, achei aquilo divertido. Aos 12 anos de idade comecei a comprar miçangas e fazer pulseiras e brincos para vender, e isso dava certo eu vendia para família, amigos e professoras da escola.

Com muita dificuldade de pagar, aos 13 anos comecei a fazer curso de inglês e informática por orientação do meu irmão que ajudava financeiramente minha mãe a pagar.

Aos 14 anos comecei a trabalhar como diarista, foi quando comprei pela primeira vez algo grande – meu guarda-roupas novo.

Com 15 anos comecei a buscar oportunidades para trabalhar em algum escritório, e ter um contato mais sério com alguma profissão, eu achava muito legal ver as secretárias da escola de informática que eu fazia curso, e perguntei se tinha vaga para secretária lá, foi então quando a escola ofereceu uma oportunidade de trabalhar no telemarketing em troca do meu curso de informática, e eu aceitei, aprendi a fazer telemarketing ativo. Mas não parei, pois eu queria mais, queria trabalhar como aquelas secretárias que me atendiam e ter meu salário.

Então aos 16 anos consegui um estágio em uma empresa de Treinamento e Desenvolvimento de Pessoas, o trabalho era realizar pesquisas diretamente com o público no centro da cidade e encaminhar os novos clientes para conhecer a escola, fazer telemarketing e fechar vendas, depois de três meses surgiu a oportunidade de secretária e como eu me destacava no atendimento fui selecionada. No estágio, conquistei a efetivação do primeiro emprego após um ano de estágio nesta escola na cidade de Blumenau-SC.

A vontade de crescer me levou a concluir todos os treinamentos oferecidos pela escola, eu trabalhava das oito às dezoito horas e aos sábados de manhã (na época a lei de estágio não era tão forte) e fazia cursos a tarde e também nas férias. Naquele momento, decidi exatamente o que eu queria para o meu futuro profissional:  ministrar treinamentos, palestras e dar consultorias igual meu diretor fazia na escola. Em uma ano, eu estava treinando a equipe de vendas e atendimento e era o braço direito do meu diretor. Detalhe: eu tinha apenas 17 anos e desde então não parei de desenvolver pessoas.

Decidi cursar Administração de Empresas em 2005, com o intuito de mergulhar no mundo corporativo.  Minha meta foi estabelecida, conhecer todo o funcionamento das empresas e me engajar de alguma forma com todos os setores e áreas possíveis, eu era muito curiosa e sempre que eu tinha contato com outro setor fazia inúmeras perguntas me interessava em saber como funcionava o trabalho daquela área.

Era primordial  ter uma visão ampla e sistêmica de toda a empresa. Enquanto isso, continuei  ministrando treinamentos. Tudo o que eu aprendia, já pensava em como poderia ensinar e compartilhar meus conhecimentos com outras pessoas.

No mesmo ano completei 18 anos,  e comecei a buscar uma oportunidade na área de administração, por referências profissionais comecei a  administrar uma pequena empresa. Na cara e na coragem aprendi o funcionamento dos setores financeiro, fiscal, compras, contabilidade, departamento pessoal, recursos humanos e qualidade.  

Administrava como se fosse meu próprio negócio, tudo o que aprendia na faculdade, no dia seguinte implantava na empresa as teorias na prática. Me tornei especialista em facilitar coisas complexas e teóricas, com soluções práticas para a realidade de uma pequena empresa.

Sempre buscava formas de argumentar e apresentar ideias aos diretores, que sinalizaram positivamente, com abertura e espaço na empresa para implantação. Foram sete anos de pura administração empresarial.

Após quatro anos de faculdade, atuando como administradora, cheguei a uma conclusão: a chave de um negócio é o capital humano, pessoas. A partir de minha descoberta empírica, decidi iniciar a Especialização de Gestão de Pessoas no ano de 2009, com foco maior para esta área.

Me tornei consultora empresarial, após a solicitação de ajuda de empresários conhecidos. Paralelamente, ministrava aulas em cursos profissionalizantes, desenvolvendo meu próprio negócio de forma autônoma, fora do meu horário de trabalho.

Em 2012, decidi voar mais alto em empresas de grande porte com foco em Recursos Humanos. Primeiro em uma construtora e engenharia, com mais de 1.000 funcionários. O trabalho era recrutar e selecionar profissionais para obras em todo o Brasil, até por telefone. Até contratei profissionais no Rio de Janeiro para construção de uma obra da empresa Seara.

Em uma empresa centenária, de alimentos em conservas no Brasil, trouxe novas experiências ao RH da empresa implantando a área de Gestão de Pessoas, desenvolvendo a área de treinamento e desenvolvimento de pessoas, além de organizar grandes eventos. Desenvolvi trabalho com recrutamento e seleção, cargos e salários, e departamento pessoal, toda esta experiência me proporcionou um leque completo em Gestão de Pessoas. Adquiri um conhecimento muito profundo do comportamento humano frente a inúmeras situações.

Em 2015, conquistei experiência em Ensino a Distância (EAD) para cursos de liderança e RH, na elaboração de conteúdo e ministração de aulas para uma plataforma de cursos online.

O contato com o mundo do coaching, uma das ferramentas mais incríveis que já conheci para o desenvolvimento do potencial humano e das empresas, ocorreu em 2016. Alcancei a especialização em Master Coach, atuando com o coaching de vida, carreira e negócios.

Em maio de 2016, a mudança de estado me trouxe novas possibilidades e a oportunidade de conhecer e me encantar por Brasília-DF. Nesse novo começo, me tornei empresária no ramo de treinamentos e coaching com a empresa Way of Coach, paralelamente com o cargo de Gerente Administrativa de uma Federação de Sindicatos, que representa cerca de 250 mil trabalhadores. 

Então, em 2017 o desejo de empreender bateu mais forte, quando decidi mergulhar de cabeça no meu projeto de Desenvolver Pessoas, com atuação e foco total na Way of Coach minha empresa, um sonho realizado e concebido desde os 16 anos de idade em meu primeiro emprego.

E hoje a minha maior paixão é ajudar pessoas a desenvolverem todo seu potencial para construírem a sua carreira de sucesso!

Dicas para construir a sua carreira de sucesso

1 – Saiba onde você quer chegar, tenha um objetivo claro e estabeleça metas. E se você não tiver um objetivo, ter um, será seu primeiro passo. Você não irá avançar se não tiver metas e objetivos claros. O primeiro obstáculo que aparecer irá te parar.

2 – Não desvalorize seus sonhos de criança, suas maiores forças e talentos, que serão a base para seu sucesso profissional podem estar bem no meio deles.

3 – Seja curioso. Uma carreira nunca chega pronta até nós, é preciso ter curiosidade para conhecer tudo ao seu redor,  e ousado para perguntar e seguir em frente mesmo que você ainda não saiba fazer.

4 – Seja pro-ativo: você precisa ser pro-ativo e não ficar esperando alguma coisa acontecer, vá atrás da sua oportunidade, busque oportunidades em todo lugar,  tenha uma visão de águia que enxerga longe, pois no momento mais inusitado ela aparece para você.

O que é uma carreira de sucesso para você? Deixe aqui nos comentários.